NOROESTE ARGENTINO

NOROESTE ARGENTINO 2015/16

IMG_20160228_165301[1]

Em dezembro de 2015, partimos para mais uma viagem de carro, desta vez somente Argentina, incluindo um pouquinho de Foz do Iguaçu e suas belezas naturais. Rodamos 6053 km e visitamos os principais pontos turísticos do Noroeste Argentino, além de vários outros locais por onde conseguimos fazer nosso carro chegar!

Partimos da cidade de Antônio Carlos (onde moramos) em Santa Catarina, rodamos 930 km em direção a cidade de Foz do Iguaçu no Paraná, e de lá entrarmos na Argentina rumo ao noroeste do pais.

Em Foz do IgIMG_20160213_122444[1]uaçu, desta vez, visitamos somente o Parque da Aves e utilizamos a cidade como base para explorar Puerto Iguazu e as Cataratas Argentinas. Já tivemos a oportunidade de visitar a cidade por outras vezes e conhecemos bem as atrações do local, mas faltava o parque das aves, que agora tivemos a oportunidade de visitar.

De Foz do IguaçuIMG_20160228_113237[1], partimos para a cidade de Presidência Roque Saenz Pena – AR  rodando 810 km. A cidade fica a meio caminho entre Foz e Salta (mais ou menos né!), mas antes paramos para visitar as ruínas das Missões Jesuíticas Guarani. A cidade de San Ignacio fica á 250 km de foz, e é possível visitar as ruínas com uma ou duas horas de passeio, sem a necessidade de dormir na cidade.

Presidência Roque Saenz Pena é a cidade ideal para pernoitar no caminho, tem uma certa estrutura de hotéis, restaurantes, lanchonetes, mercados, fica no meio do Chaco Argentino e parando ali para uma noite de sono, quebra um pouco a sensação das retas intermináveis existentes naquela região.

Rodamos mais 650 km e chegamos a cidade de Salta capital da província de mesmo nome. Chegamos cedo com tempo ainda para andar pelo centro da cidade.

IMG_20160227_205936[1]Em salta visitamos o centro histórico, museus, rodamos muito pela região fomos a Cafayate,visitamos algumas vinícolas e fomos mais a norte do pais em direção a cidade de Humahuaca.

De salta a Cafayate são 200 km de estradas sinuosas e montanhas, as paradas são muitas pois o local é fantástico! Em Cafayate além das vinícolas, você ainda pode visitar um anfiteatro natural, as quebradas de Concha, e passando um pouco da cidade pode-se visitar as Ruínas de Quilmes.

De Salta aIMG_20160216_180136[1] Humahuaca são 250 km, fomos direto, passando por cidades como San Salvador de Jujuy – capital da província de Jujuy – e Tilcara, entre outros povoados que encontram-se pelo caminho. Não paramos em nenhuma delas, deixando as visitas para o retorno, uma vez que se volta pelo mesmo local, ou vai-se direto a Bolívia, como este não era nosso objetivo (nesta viagem!), voltamos visitando as cidades e localidades no retorno. O caminho novamente impressiona e fomos parando conforme a paisagem convidava.

Dormimos uma só noite em Humahuaca, como saímos cedo de Salta, chegamos também cedo na cidade com tempo para visitá-la completamente no mesmo dia. Saímos no outro dia de manhã, e fomos visitando as cidades que na ida apenas havíamos cruzado. Em Tilcara, tivemos uma decepção, estava fechada para visitação as Ruínas de Tilcara de Pulcara, uma das prinicpais atrações de local. Mas gostamos da cidade e foi nosso primeiro contato com as lhamas, animais típicos da região. Lá tem um curral destes animais e é possível passear com elas, com guias em uma espécie de comboio (mas não fizemos este passeio!).

De Tilcara, fomosIMG_20160223_172318[1] á cidade de Purmamarca onde fica o Cerro Siete Colores, visitamos a cidade e partimos para Costa de Lipán, atingimos a altitude de 4.170 metros acima do mar, descemos e chegamos as famosas Salinas Grandes. Fizemos um passeio guiado, com nosso próprio carro pelo salar, que por sinal valeu muito o investimento (não foi muito!). Somente com este passeio guiado é possível chegar aos “ojos del salar” com segurança. Fomos muito bem guaiados e as explicações também valem a pena, são todos guias locais, moradores da região em um projeto de inserção dos moradores dos povoados e cidades com o turismo e seu retorno financeiro, em uma espécie de cooperativa.

IMG_20160208_173251[1]Resumidamente, assim foi nosso passeio pelo noroeste Argentino, mas como nem tudo é possível contar a partir de um resumo, vamos falando de cada cidade que passamos e suas particularidades, o que encontramos, as atrações, as estradas e rutas Argentinas, valores investidos, e investimentos para visitar cada atração turística, em posts separadamente.

Estaremos postando periodicamente informações de cada cidade e o roteiro completo que fizemos! esperamos que gostem, e que as informações sejam uteis, principalmente se você pretende passar por um destes lugares. Até logo!!!!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s